Diferentes a amar

[Na Prática] Algumas pessoas tiveram oportunidade de, ao longo deste período de confinamento, pensar um bocadinho sobre si próprias e sobre diferentes áreas da sua vida. Algumas, mais do que pensar, têm-se “vivido”, em pura experiência, ao máximo. Por vezes mesmo sem pensar nisso. 😀 Talvez tenhamos tido oportunidade de encontrar o nosso melhor e…

Advertisement

Toxic Relationship Habits

[ Na Prática] There’s no class in high school on how to not be a shitty boyfriend or girlfriend. Sure, they teach us the biology of sex, the legality of marriage, and maybe we read a few obscure love stories from the 19th century on how not to be. But when it comes down to…

Como o julgamento mata

[Na Prática] O julgamento mata as relações. Passando o aparente exagero desta afirmação, convidamos-te, hoje, a perceber como funciona a nossa mente, no que diz respeito à forma como decidimos (pensar e fazer). Como aquilo que “metemos” na cabeça ou decidimos, teimosamente, ser verdade… às vezes, não é mesmo… E o impacto do que estas ideias têm nas…

Intimidade e independência

[Na Prática] e [Nas Artes] Hoje escolhemos para os nossos amorosos leitores um artigo de um blogue que acompanhamos e gostamos muito, o Brain Pickings, assinado por Maria Popova e traduzido para português. Este fala-nos sobre a necessidade de intimidade no amor, que coexiste com a necessidade de independência. Mostra também, no final, como Kahlil Gibran expôs…

O Amor e o velho barqueiro

[Na Prática] Ao chegar à margem do grande rio, o Amor avistou três barqueiros que se encontravam indolentes, recostados nas pedras. Dirigiu-se ao primeiro: – Queres, meu bom amigo, levar-me para a outra margem do rio? Respondeu o interpelado, com voz triste, cheio de angústia: – Não posso, menino! É impossível para mim! O Amor recorreu, então,…

Sobre quando fica difícil

[Na Prática] Sabes como é, quando tudo parece mais difícil? Lembras-te quando as coisas param mais, até andam para trás, e demoram a arrancar? Por aqui, chamamos a isto de esforço. Mas no mau sentido. Aquele esforço que não faz sentido… que é mais luta, menos persistência saudável. No amor, nos relacionamentos, e mesmo quando…

Sobre as pequenas coisas

[Nas Artes] há pessoas que foram ficando bonitas pela repetição, vamo-las vendo e vamos percebendo traços novos, traços diferentes, como se o rosto tivesse vários rostos em si, uma matrioska estética, temos vários rostos no nosso, ou vários olhares no que olhamos, a beleza é um processo de inteligência, uma construção cerebral – o mais…