Os amigos

[Nas Artes] Esses estranhos que nós amamos e nos amam olhamos para eles e são sempre adolescentes, assustados e sós sem nenhum sentido prático sem grande noção da ameaça ou da renúncia que sobre a luz incide descuidados e intensos no seu exagero de temporalidade pura Um dia acordamos tristes da sua tristeza pois o…

Advertisement

Escolhe o teu foco

[Nas Artes] Hoje trazemos um texto do Jeff Foster que achamos particularmente bonito e que nos ajuda a relembrar a força que o nosso foco tem, na forma como olhamos e vivemos a nossa vida. 🙂 Quando mudas o teu foco daquilo que está ausente para aquilo que está presente, daquilo que te falta para…

Celebra a cumplicidade

[Nas Artes] Para atrasar a morte vamos abrir a noite com música de jazz Percorrê-la depois num barco de borracha Celebrar o segredo Enforcar a memória Descobrir de repente uma ilha que nasce dentro do teu vestido Chamar-lhe Madrugada Adormecer contigo David Mourão-Ferreira

O meu amor nos teus olhos

[Nas Artes]
Adrian e Roslyn Contrataram James Day para ser fotógrafo no seu casamento. O que eles nunca imaginaram é que James teria uma surpresa para eles… e que por causa desta, uma das fotos do seu casamento se tornaria viral…

amor-sempre-ganha

Para deixar o amor entrar

[Nas Artes] [Na Prática] Deixas o amor entrar? Hoje oferecemos-te um poema da fantástica Maya Angelou sobre amor, coragem… e liberdade. Acreditamos que te vai ajudar a reflectir nesta pergunta. Maya trouxe-nos maravilhosas aprendizagens em diversos formatos. A sua poesia é muito inspiradora. Usufrui, nós fazemos o mesmo. 🙂 ❤ (Mais abaixo tens a versão original…

vulnerabilidade-verdade

Viver a dois

[Nas Artes] Se eu pudesse iluminar por dentro as palavras de todos os dias para te dizer, com a simplicidade do bater do coração, que afinal ao pé de ti apenas sinto as mãos mais frias e esta ternura dos olhos que se dão. Nem asas, nem estrelas, nem flores sem chão – mas o…

Vida a dois

[Nas Artes] [Na Prática]

Hoje trazemos-te alguns dos muito bem humorados retratos que Yehudi Adi Devir, ilustrador e designer, desenhou, inspirado no dia-a-dia com a sua mulher.  
É delicioso pensar e ver ao quanto a relação com a sua cara metade o inspira. Delicioso e engraçado!! Vê lá… talvez haja histórias que já viste em algum lado!! 😀

A Rainha

[Nas Artes] Nomeei-te rainha. Há maiores do que tu, maiores. Há mais puras do que tu, mais puras. Há mais belas do que tu, há mais belas. Mas tu és a rainha. Quando andas pelas ruas ninguém te reconhece. Ninguém vê a tua coroa de cristal, ninguém olha a passadeira de ouro vermelho que pisas…

Morre lentamente…

[Nas Artes] Morre lentamente, quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo. Morre lentamente, quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar. Morre lentamente, quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajecto, quem não muda de marca, não…