Como ter a certeza na escolha de um(a) parceiro(a)?

[Na Prática] [Na Ciência]

Adoramos a Esther Perel (mas isso vocês já sabem… :)) e continuamos a acompanhar com curiosidade o seu blogue, os seus estudos e as suas partilhas.

Neste vídeo, Esther dá-nos uma perspectiva muito clara, simples (e tão óbvia que até assusta) na resposta à pergunta: como consigo ter a certeza se estou a escolher o(a) parceiro(a) certo?

Fizemos a nossa tradução para garantir que estas dicas preciosas chegam a toda a gente quando esta pergunta salta na nossa cabeça, no início ou no desenrolar de uma relação.

Esperamos que te seja útil! 🙂

How to Be Certain About a Potential Partner (clica neste link)

“Escolher o(a) parceiro(a) é uma decisão importantíssima na nossa vida e todos queremos sentir segurança nesta escolha. Ainda assim, a incerteza faz parte do amor, sobretudo na fase inicial de uma relação, por isso, como podemos lidar com este paradoxo?

(…) Pergunta: Como posso ter a certeza que estou a fazer a melhor escolha? (…)

Esther: Porque queres ter certeza? Não há certezas no início. Há curiosidade, há o desconhecido, o mistério de conhecer alguém novo, a vulnerabilidade associada a tudo isso e imensa incerteza. Não há forma de sentir certeza… e eu penso que parte desta questão (que recebo tantas vezes), é que porque ao termos tantas possibilidades abertas para nós neste momento, acabamos por jogar em excesso ao “será que é a pessoa certa?”.

Como é que eu tenho a garantia que neste mar, neste supermercado de pessoas, encontrei a pessoa certa? Não sabes… A única forma de saber é estando com essa pessoa, partilhando, descobrindo, comunicando, explorando, fazendo perguntas, encontrando-se, conhecendo-se. Assim sentir-te-ás muito mais relaxado(a) se te permitires essa incerteza, essa curiosidade, essa abertura, em vez de tentares saber tudo de uma vez só, porque isso não vai acontecer.

Algumas pessoas vivem juntas por imenso tempo e, ainda assim, não têm certezas. Creio que a certeza e a necessidade de a termos é de certa forma uma praga, nos dias que correm. Tem a ver com o nível de escolha que temos, e com o qual tentamos diminuir a ansiedade que vem com essa escolha, procurando uma certeza que, na verdade, não é possível.

Assim… a única coisa que sabes é que te sentes atraído(a) por esta pessoa, gostas do que ela te escreve, sabes como se parece, como te sentes, sabes que estás entusiasmado(a) por conhecê-la melhor, sabes que não podes aguardar por estar com ela… isto é o que tu sabes. Sabes que o teu corpo anda mais direito e que estás “pronto para ir”.

Isso tu sabes.

Mas se encontraste a pessoa certa isso não, isso tu não sabes. Pelo menos por enquanto.”

Esther Perel (http://www.estherperel.com/)

 

 

Advertisement

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s