Este amor

[Nas Artes]

teoria- amor-Francisco-mendes-Zoom ID
“… tão real como uma planta
tão trémulo como um pássaro
tão quente tão vivo como o verão
Nós podemos
partir e voltar
Nós podemos esquecer
e depois adormecer
acordar sofrer envelhecer
adormecer novamente
sonhar com a morte
e acordar sorrir e rir
e rejuvenescer
Nosso amor continua ali
obstinado como uma mula
vivo como o desejo
cruel como a memória
estúpido como o remorso
terno como a lembrança
frio como o mármore
lindo como o dia…”

Jacques Prévert
Excerto de “Este amor”


Fotografia: Zoom ID, Francisco Mendes

 

Advertisement

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s