Sempre nós

 

sempre_nosdentro[Nas Artes]

Sempre

Do teu passado não tenho ciúmes.

Vem com um homem às costas,
vem com cem homens nos cabelos,
vem com mil homens entre o peito e os pés,
vem como um rio cheio de afogados
que encontra o mar furioso,
a espuma eterna, o tempo!

Trá-los a todos
ao lugar onde te espero:
estaremos sempre sós,
estaremos sempre, tu e eu,
sozinhos sobre a terra para começar a vida.

Pablo Neruda, Os versos do Capitão

Advertisement

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s